quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

A cidade onde eu vivo aqui na Alemanha se chama Paderborn. É uma cidade pequena - uns 160 mil habitantes - localizada na província de Nordrhein-Westfalen, ao noroeste do país. Nesta mesma província estão situadas algumas cidades conhecidas da Alemanha, como Colônia, Düsseldorf, Dortmund e Hannover. Nordrhein-Westfalen também faz fronteira com os Países Baixos e a Bélgica.

São duas as cadeiras que eu faço na Universidade de Paderborn, ambas lecionadas em inglês. Uma se chama "Comparative and International Employment Relations", que, como diz o nome, faz uma comparação das relações de trabalho e tendências econômicas entre diversos países, e a "Gamespiel", que, separados em grupo, os estudantes realizam uma simulação de mercado, lançando, modificando e vendendo produtos em um setor específico. As aulas de alemão, que também terão os créditos aproveitados, tomam a maior parte do meu tempo. São entre 3 a 4 vezes por semana, 2 horas cada aula, no mínimo.

Durante a semana procuro estudar, fazer algum tipo de exercício físico, atividades ~do lar~ (como ir ao super, lavar a roupa, limpar a casa e cozinhar), sair de noite pelo menos uma vez, etc. Os clubes noturnos aqui não são muitos, não são necessariamente legais e tampouco gratuitos. Para suprir a falta de entretenimento noturno, as próprias faculdades e o Eurobis (um setor da uni composto por alunos, responsável por "cuidar" dos alunos internacionais) organizam festas evetualmente.

Eu costumava andar de roller durante às tarde e aos finais de semanas no início do semestre. Parei, mas só porque começou a fazer muito frio. Não é mais tão agradável ficar do lado de fora. Porem, os rollers que eu comprei vou levar para o Brasil com certeza. Cinema e bares aqui em Paderborn me parecem opções um tanto difíceis. O cinema porque todos os filmes são dublados e eu ainda não tenho nível de alemão para entender um filme inteiro. Já os bares, porque a cerveja é limitada e absurdamente mais cara comparada com a cerveja que se pode comprar no super. E eu sempre compro cerveja no super. Admito que entretenimento não é um ponto forte de Paderborn, embora a cidade seja bem agradável. Tem muita infra-estrutura mesmo com tão poucos moradores, não é perigosa, fácil de ir para qualquer outro lugar e bonita. 

Como é fácil de viajar, normalmente não fico em casa nos findes. Às vezes passo o dia em alguma das cidades da província, às vezes saio de viagem por 3 ou 4 dias para outros países. Difícilmente passo mais do que 4 dias fora de Paderborn (desde setembro), em função da presença em sala de aula obrigatória no alemão.

Vivo aqui há quase 5 meses. Faltam menos de 2 meses para eu voltar para o Brasil e somente agora resolvi postar sobre a Alemanha... Antes tarde do que nunca! Ressalto que tem sido muito bom viver aqui, que estudar alemão é muito interessante e que a Universidade de Paderborn tem muita qualidade.

Dois fins de semanas atrás, eu e o Marcos fomos à Polonia - algo que devo contar em posts futuros. Já no próximo fim de semana, eu, o Marcos e o Leo vamos a Copenhagen, na Dinamarca. Trarei algumas novidades se possível.

Um comentário:

    Sobre o Cosmopolitismo

    O Cosmopolitismo é um veículo que divulga oportunidades de intercâmbio acadêmico e de vivência da diversidade cultural.